Você já denunciou um vídeo o qual considerou, de alguma forma, desrespeitoso? O YouTube revelou um documento nesta segunda-feira, a fim de explicar as medidas para não hospedar mais gravações extremistas, pornográficas ou odiosas. De acordo com a plataforma, o Brasil é o terceiro país que mais realiza denúncias das filmagens. O país somente perde para a Índia e os Estados Unidos.

Entre os meses de outubro e dezembro do ano passado, o serviço da Google teria recebido mais de 30 milhões denúncias referentes a 9,3 milhões de vídeos distintos. Dentre eles, 8,28 milhões tiveram seu conteúdo removido por algum tipo de violação das políticas da empresa. É importante destacar que uma única gravação pode receber mais de uma reclamação.

Uma parcela de 80% do total de vídeos deletados da plataforma tiveram suas queixas registradas por máquinas. A tecnologia de machine learning seria capaz de analisar as imagens as quais quebram com as normas internas do YouTube.

O recurso teria aumentado a velocidade de ação do serviço na identificação desses vídeos violadores. Inserida em junho de 2017, a ferramenta aumentou de 8% para mais da metade dos conteúdos removidos com menos de 10 visualizações.

Vale lembrar que, ainda nesta terça-feira, ocorreu uma polêmica na qual uma youtuber brasileira foi acusada de plágio por canal estrangeiro. A criadora de conteúdo chegou a bloquear o vídeo repercutido.

Você se inclui na lista de pessoas que denunciam os vídeos no YouTube? Compartilhe conosco a sua opinião!

Envie seu Comentário ;)

comentários